Tudo o que você precisa saber sobre Minoxidil

Escrito por
Equipe Manual
Aprovado por
Equipe médica
Última atualização
7 de junho 2022

Aprenda mais sobre um dos medicamentos mais populares para calvície 

Tudo o que você precisa saber sobre o Minoxidil!

A calvície, conhecida cientificamente como alopecia androgenética é a causa mais comum de queda de cabelo em homens e um dos tratamentos mais populares para ela é o Minoxidil. Foi pensando nisso, que preparamos esse artigo com tudo o que você precisa saber sobre a medicação. Continue lendo e veja! 

O Minoxidil é um medicamento muito popular para o tratamento de calvície. Ele é um vasodilatador que age estimulando a circulação de nutrientes para o couro cabeludo, além de também acelerar o início da fase de crescimento dos fios. E o resultado? O crescimento do cabelo nas regiões calvas ao redor da cabeça, além da diminuição da queda e do afinamento dos fios. 

Para que você entenda melhor como o Minoxidil age, nós vamos explicar um pouco sobre o ciclo de crescimento capilar! Existem três fases: a anágena (crescimento), catágena (transição) e telógena (repouso, momento em que os fios “velhos” param de crescer e se preparam para cair e crescer um novo). 

Minoxidil e o ciclo de crescimento do cabelo: aprenda mais sobre a relação entre eles!
Da esquerda para a direita: fase Anágena, fase Catágena e fase Telógena do ciclo de crescimento capilar!

O Minoxidil adianta o início da fase anágena e faz com que os fios passem mais tempo por ela. Nós já explicamos com mais detalhes sobre o ciclo de crescimento do cabelo em outro post, veja! 

Mas aqui vale um lembrete, o Minoxidil só consegue reverter a calvície em regiões do couro cabeludo que não estejam totalmente sem cabelo, porque, nesses casos, já se perdeu a capacidade de produzir novos fios. 

A partir de quanto tempo ele começa a funcionar? 

Bom, para essa pergunta é interessante a gente diferenciar “funcionar” de “ter resultados visíveis”. Isso porque o Minoxidil começa a agir no couro cabeludo desde as primeiras aplicações, mas como outros medicamentos para calvície, os resultados ficam visíveis depois de alguns meses. 

E nesse ponto, tudo é muito individual, já que os efeitos acontecem em tempos diferentes em cada pessoa. Mas, em geral, eles começam a aparecer a partir do 3º mês de tratamento, ficando mais evidentes no 6º e alcançando o auge no 12º mês. 

Minoxidil oral x minoxidil tópico 

O Minoxidil está disponível no mercado em duas vias de administração: oral e tópico. Cada um tem suas particularidades, e por isso podem ser prescritos em diferentes situações. Nós listamos abaixo mais detalhes, veja:

Minoxidil oral

  • Mais eficaz 

Em um estudo realizado, o Minoxidil oral gerou resultados positivos em todos os participantes que o utilizaram, ajudando na estabilização da calvície até o crescimento de novos fios. Nessa mesma pesquisa, um terço dos homens tiveram melhora expressiva no tratamento da calvície.  

Ainda não existe um consenso na comunidade científica do porquê isso acontece, mas existem hipóteses de que o couro cabeludo absorve com mais facilidade o Minoxidil oral. Há também quem defenda que ele é mais eficaz do que o Minoxidil tópico por estimular com maior intensidade os folículos capilares, o lugar onde o fio de cabelo é produzido. 

  • Mais prático

Em geral, a prescrição é de uma cápsula de 2,5 mg ao dia. O medicamento pode ser ingerido com a ajuda de água ou próximo a alguma refeição, já que não há nenhuma interferência em sua ação. 

Minoxidil tópico

  • Tratamento tópico mais eficaz 

O Minoxidil tópico é considerado o mais eficaz do que outros medicamentos com mesma via de administração, ou seja, com aplicação direto na parte afetada. Além disso, um estudo mostrou que a medicação foi eficaz em 84% dos participantes em tratamento da queda capilar. 

  • Modo de uso

Geralmente, são prescritos 6 jatos nas áreas afetadas do couro cabeludo, duas vezes ao dia. Depois que usar, deve-se lavar bem as mãos para retirar totalmente a medicação. 

Mas atenção! O modo de uso tanto do Minoxidil oral quanto do tópico devem ser de acordo com o que o seu médico prescrever. Esses que mencionamos acima são os mais comuns, mas isso pode variar entre cada caso. 

É possível aumentar os resultados?

Bom, depois desses estudos que trouxemos já fica claro como a medicação é eficaz, não é? De qualquer forma, existem algumas ações que dão uma força no seu tratamento para calvície, são essas:

  1. Tratamento combinado com bloqueador de DHT

Uma prescrição comum no tratamento da calvície é a associação desses dois tipos de medicamentos. Bom, para início de conversa, o bloqueador de DHT é um nome que se dá a um grupo de medicamentos que age impedindo a produção do DHT, um hormônio que  enfraquece os folículos capilares, levando ao afinamento e a queda dos fios, resumindo: a calvície. Mas quem são esses bloqueadores de DHT? A Finasterida, a Dutasterida e o Saw Palmetto

Ao unir esses dois tipos de medicações, o tratamento passa a atacar em “duas frentes”. O Minoxidil ajuda a aumentar a saúde dos fios com a circulação de nutrientes, além de contribuir com o crescimento do cabelo. Enquanto isso, os bloqueadores de DHT agem impedindo a formação do principal responsável pela calvície. Como resultado, um estudo mostrou que o tratamento associado foi eficaz entre 94% dos homens que fizeram o tratamento para queda capilar. 

  1. Usar o medicamento corretamente

Isso pode soar um pouco óbvio, mas sim: o Minoxidil só vai fazer efeito se for utilizado corretamente. Então, fique atento às instruções que seu médico te passar porque elas farão toda a diferença no resultado do seu tratamento. 

Se estiver com dificuldades para lembrar de tomar ou de passar o Minoxidil, uma boa dica é associar o uso da medicação com algum hábito que já esteja consolidado no seu dia a dia. Assim, fica mais fácil de lembrar e de inserir na rotina! 

Obs: Se você esquecer de tomar ou aplicar uma dose do Minoxidil, jamais duplique no próximo uso. Isso não fará ter mais resultados contra calvície! 

  1. Vitaminas e produtos para saúde capilar 

Algumas vitaminas contribuem na melhora da saúde capilar e a Biotina é uma delas. Também chamada de vitamina B7, ela é essencial para a formação do fio do cabelo e das unhas e, por isso, é utilizada em alguns casos como uma medicação para suplementar o tratamento da queda capilar. 

  1. Hábitos saudáveis 

Ter hábitos saudáveis é um grande presente que você pode dar para sua saúde como um todo. A alimentação balanceada, a prática regular de exercícios, o controle da ingestão de álcool, entre outras medidas contribuem positivamente na forma como seu corpo vai responder a qualquer tratamento que fizer, como o de queda capilar. 

Efeitos colaterais 

Assim como qualquer medicação, o Minoxidil pode gerar efeitos colaterais. Eles são incomuns, mas ainda assim achamos interessante esclarecer para você! 

O Minoxidil tópico pode causar irritação e coceira no local em que é aplicado, além de também poder gerar o crescimento indesejado de pelos, caso entre em contato com outras áreas sem ser o couro cabeludo. Ele também pode gerar cefaléia e taquicardia reflexa, mas isso acontece em casos muito raros. 

Já quem usa Minoxidil oral pode apresentar hipertricose (aumento de pelos), hipotensão arterial e edema (inchaço) periférico. Além disso, já foram relatados prurido (coceira), dor de cabeça, erupção cutânea, náuseas, sensação de tontura e alteração da frequência cardíaca.

Se você sentir algum desses sintomas, procure ajuda médica, ok? 

Por que tenho a sensação de que meu cabelo está caindo mais? 

Alguns homens que usam o Minoxidil podem ter a impressão de que o cabelo está caindo mais nos primeiros meses do tratamento. 

O que acontece, na verdade, é que o medicamento acelera uma troca de fios que já ia acontecer e adianta o início da fase de crescimento dos fios (lembra sobre as fases de crescimento do cabelo que falamos no início do artigo?). Chamamos esse processo de Efeito Shedding, ele é temporário e completamente normal nas primeiras semanas de tratamento. 

Aproveite para saber mais sobre o avanço da calvície lendo esse artigo

Embora garantimos que tudo o que você lê no Manual de Saúde seja revisado e aprovado por um médico, as informações apresentadas aqui não têm a intenção de substituir o aconselhamento, diagnóstico ou tratamento médico profissional. Nunca deve substituir um aconselhamento médico específico. Se você tiver alguma dúvida ou preocupação, fale com seu médico.

References

  1. do Nascimento, I., Harries, M., Rocha, V. B., Thompson, J. Y., Wong, C. H., Varkaneh, H. K., Guimarães, N. S., Rocha Arantes, A. J., & Marcolino, M. S. (2020). Effect of Oral Minoxidil for Alopecia: Systematic Review. International journal of trichology, 12(4), 147–155. https://doi.org/10.4103/ijt.ijt_19_20

  2. Hu, R., Xu, F., Sheng, Y., Qi, S., Han, Y., Miao, Y., Rui, W., & Yang, Q. (2015). Combined treatment with oral finasteride and topical minoxidil in male androgenetic alopecia: a randomized and comparative study in Chinese patients. Dermatologic therapy, 28(5), 303–308. https://doi.org/10.1111/dth.12246 

  3. ISHRS – https://ishrs.org/2012/08/26/effectiveness-of-5-minoxidil-in-treating-male-pattern-hair-loss/#:~:text=The%205%25%20minoxidil%20solution%20was,%25%20and%20worsened%20by%201.5%25 

  4. Jimenez-Cauhe, J., Saceda-Corralo, D., Rodrigues-Barata, R., Hermosa-Gelbard, A., Moreno-Arrones, O. M., Fernandez-Nieto, D., & Vaño-Galvan, S. (2019). Effectiveness and safety of low-dose oral minoxidil in male androgenetic alopecia. Journal of the American Academy of Dermatology, 81(2), 648–649. https://doi.org/10.1016/j.jaad.2019.04.054

  5. Suchonwanit, P., Thammarucha, S., & Leerunyakul, K. (2019). Minoxidil and its use in hair disorders: a review. Drug design, development and therapy, 13, 2777–2786. https://doi.org/10.2147/DDDT.S214907  

While we've ensured that everything you read on the Health Centre is medically reviewed and approved, information presented here is not intended to be a substitute for professional medical advice, diagnosis, or treatment. It should never be relied upon for specific medical advice. If you have any questions or concerns, please talk to your doctor.

Leitura adicional

Do nosso centro de saúde. Especialistas, informações e tópicos quentes. Ver tudo Queda Capilar artigos