Queda Capilar

Dutasterida: para que serve?

Entenda melhor como a Dutasterida funciona no tratamento para queda capilar!

clinician image
Aprovado por
Equipe médica
iconÚltima atualização 2 de maio 2024
Em 30 segundos…

Você sabia que em 95% dos casos de queda capilar em homens são causados pela alopecia androgenética? E nesses casos, a Dutasterida tem sido utilizada como um dos tratamentos mais eficazes.

Neste artigo, vamos falar sobre como a Dutasterida funciona para você entender um pouco melhor sobre o porquê o medicamento tem se popularizado no tratamento de queda capilar. Veja!

O que é e para que serve?

A Dutasterida é uma medicação usada para o tratamento da queda capilar causa pela alopecia androgenética, a calvície.

Como age?

O medicamento funciona como um bloqueador de DHT, que é uma substância que possui papel um tanto importante no corpo de homens biológicos. Ao mesmo tempo em que ajuda a desenvolver características sexuais masculinas, como a voz grossa e os pelos corporais, o hormônio também contribui com o afinamento e a queda dos fios de cabelo.

Mas vamos explicar desde o começo: o DHT ou dihidrotestosterona é formado pela conversão da testosterona, feita pela enzima 5 alfa redutase – é aí que a gente começa a explicar como a Dutasterida funciona. Isso porque o medicamento atua inibindo a ação enzimática, só que a 5 alfa redutase se divide em três, sendo que o tipo I e II são os que mais interferem no tratamento de queda capilar.

O tipo I se localiza nas glândulas sebáceas e nos folículos capilares, já o tipo II fica na raiz dos folículos capilares do couro cabeludo, barba, peitoral, genitais, além das glândulas prostáticas.

Assim, a Dutasterida funciona bloqueando a atuação desses dois tipos da enzima 5 alfa redutase e o resultado é a paralisação da queda capilar e retomada do crescimento dos fios.

O tratamento funciona? É eficaz?

Estudos recentes têm comprovado a eficácia do tratamento com a Dutasterida. Em um deles foi feita uma comparação entre diferentes doses do medicamento, a Finasterida e um grupo placebo, sendo que ao final de 24 semanas se constatou que a Dutasterida de 0,5 mg foi a mais eficaz no crescimento de cabelo e no aumento do volume capilar. Isso quer dizer que a medicação é o bloqueador de DHT mais eficaz existente.

Quais são os efeitos colaterais? É seguro usar Dutasterida?

A Dutasterida é um tratamento seguro de queda capilar e não costuma apresentar efeitos colaterais. Apesar de raros, achamos importante que você conheça quais são as possíveis reações à Dutasterida, são elas:

  • Erupção cutânea;
  • Sensibilidade ao redor dos mamilos;
  • Diminuição da libido;
  • Dor testicular;
  • Disfunção erétil;
  • Baixa qualidade seminal;
  • Depressão;
  • Mau humor;
  • Palpitaçoes

Como tomar?

Tome todos os dias no mesmo horário, conforme seu médico explicou. Você pode tomar o medicamento com ajuda de água ou depois de refeições, sem problemas.

Quando começo a ver resultados?

A gente sabe que a ansiedade é grande para começar a ver os efeitos, porém, o tratamento contra a calvície demanda um pouco de paciência. Mas calma! A gente te explica: do terceiro ao sexto mês, a queda de cabelo pode estabilizar, paralisar ou reverter-se. Isso depende muito da reação de cada corpo, ok?

Mas, do sexto mês em diante os resultados são mais concretos e daí para frente é muito comum notar o crescimento de novos fios, principalmente na coroa da cabeça.

Dutasterida ou Finasterida: qual o melhor?

Os dois são medicamentos clinicamente comprovados no tratamento da queda capilar, no entanto, estudos recentes demonstraram que a Dutasterida é até três vezes mais eficaz do que a Finasterida.

Vale lembrar que, enquanto a primeira atua bloqueando a ação das enzimas 5 alfa redutase do tipo I e II, a Finasterida se restringe apenas ao combate do tipo II.

Dutasterida combinada com Minoxidil funciona?

Em alguns casos, é feito um tratamento combinado entre Dutasterida e Minoxidil, um vasodilatador que atua aumentando a fase de crescimento dos fios, além de promover maior fluxo sanguíneo nos folículos capilares, o que os deixa mais nutridos.

Essa combinação tende a potencializar os resultados contra a queda capilar, mas apenas um médico vai saber se esse tratamento é o mais indicado para o seu caso.

Entenda como o Minoxidil pode ajudar no tratamento combinado com Dutasterida

Entenda tudo sobre o Minoxidil

Outras dúvidas sobre o uso da Dutasterida

Precisa de receita para comprar?

Sim, precisa de receita para comprar a Dutasterida.

Causa impotência?

Como mencionamos acima, a disfunção erétil pode sim ser um efeito colateral causado pela Dutasterida. Mas vale lembrar que a ocorrência de reações é rara e se você sentir algum sintoma durante o uso do medicamento, deve procurar ajuda médica.

Emagrece?

A Dutasterida não influencia nem na perda nem no ganho de peso.

Causa infertilidade?

A Dutasterida não atrapalha a fertilidade do homem. No entanto, o medicamento pode sim piorar outras condições já existentes que podem levar a diminuição na qualidade do sêmen, como a varicocele, que são varizes dentro do testículo.

Aumenta a testosterona?

Se você chegou até aqui, deve ter visto que a Dutasterida age diminuindo a produção do DHT por meio da testosterona, certo? Pois é! Quando isso acontece, pode acontecer um leve acúmulo inicial da testosterona, já que o hormônio não é “transformado” na principal causa da calvície.

Embora garantimos que tudo o que você lê no Manual de Saúde seja revisado e aprovado por um médico, as informações apresentadas aqui não têm a intenção de substituir o aconselhamento, diagnóstico ou tratamento médico profissional. Nunca deve substituir um aconselhamento médico específico. Se você tiver alguma dúvida ou preocupação, fale com seu médico.

References
icon¹

Arif, T., Dorjay, K., Adil, M., & Sami, M. (2017). Dutasteride in Androgenetic Alopecia: An Update. Current clinical pharmacologyscribble-underline, 12scribble-underline(1), 31–35. https://doi.org/10.2174/1574884712666170310111125

icon²

Gubelin Harcha, W., Barboza Martínez, J., Tsai, T. F., Katsuoka, K., Kawashima, M., Tsuboi, R., Barnes, A., Ferron-Brady, G., & Chetty, D. (2014). A randomized, active- and placebo-controlled study of the efficacy and safety of different doses of dutasteride versus placebo and finasteride in the treatment of male subjects with androgenetic alopecia. Journal of the American Academy of Dermatologyscribble-underline, 70scribble-underline(3), 489–498.e3. https://doi.org/10.1016/j.jaad.2013.10.049

icon³

Hirshburg, J. M., Kelsey, P. A., Therrien, C. A., Gavino, A. C., & Reichenberg, J. S. (2016). Adverse Effects and Safety of 5-alpha Reductase Inhibitors (Finasteride, Dutasteride): A Systematic Review. The Journal of clinical and aesthetic dermatologyscribble-underline, 9scribble-underline(7), 56–62.

icon

Herz-Ruelas, M. E., Álvarez-Villalobos, N. A., Millán-Alanís, J. M., de León-Gutiérrez, H., Ocampo-Garza, S. S., Gómez-Flores, M., & Grimalt, R. (2020). Efficacy of Intralesional and Oral Dutasteride in the Treatment of Androgenetic Alopecia: A Systematic Review. Skin appendage disordersscribble-underline, 6scribble-underline(6), 338–345. https://doi.org/10.1159/000510697

icon

Shanshanwal, S. J., & Dhurat, R. S. (2017). Superiority of dutasteride over finasteride in hair regrowth and reversal of miniaturization in men with androgenetic alopecia: A randomized controlled open-label, evaluator-blinded study. Indian journal of dermatology, venereology and leprologyscribble-underline, 83scribble-underline(1), 47–54. https://doi.org/10.4103/0378-6323.188652

icon

Zhou, Z., Song, S., Gao, Z., Wu, J., Ma, J., & Cui, Y. (2019). The efficacy and safety of dutasteride compared with finasteride in treating men with androgenetic alopecia: a systematic review and meta-analysis. Clinical interventions in agingscribble-underline, 14scribble-underline, 399–406. https://doi.org/10.2147/CIA.S192435

Leitura adicional
card-image
Queda Capilar
O que é a escala de Norwood?
Conheça a escala de Norwood e entenda melhor sobre a evolução da queda capilar em homens
card-image
Queda Capilar
Calvície na região da coroa? Fique atento aos sinais
Aprenda a identificar os primeiros sinais da calvície com o conteúdo a seguir!
card-image
Queda Capilar
DHT: Como ele causa a queda capilar e como evitar que ela ocorra
É a causa mais comum de queda de cabelo em homens, mas o que é DHT? Também conhecido por seu nome completo, di-hidrotestosterona, DHT é um hormônio sexual derivado da testosterona.
card-image
Queda Capilar
Tratamentos alternativos para queda capilar funcionam?
A queda de cabelo nos homens pode ser causada por diversos motivos. Estresse, ansiedade, dieta irregular, falta de vitaminas ou várias condições médicas, tudo isso pode resultar em queda de cabelo ou afinamento dos fios.
Nós utilizamos cookies para analisar dados e personalizar sua visita, saiba mais em nossa política de privacidade