Sono

Por que acordo após duas horas de sono?

clinician image
Aprovado por
Equipe médica
iconÚltima atualização 24 de fevereiro 2022
Saiba mais
Em 30 segundos…

“Por que acordo após duas horas de sono?” Antes de começar a falar sobre o assunto, é importante enfatizar que é normal acordarmos durante a noite. Isso porque o ciclo do sono dura entre aproximadamente 70 e 120 minutos, e é muito comum acordarmos rapidamente entre um ciclo e outro.

No entanto, os problemas de saúde, o estilo de vida e hábitos pouco saudáveis podem fazer com que esses momentos se tornem maiores e prejudiquem a qualidade do seu sono. Por exemplo, quando dormimos em um quarto barulhento ou muito quente, esses fatores nos atrapalham a dormir. Isso sem contar a insônia e a apneia do sono, que são condições que afetam diretamente o sono.

Felizmente, existem métodos que ajudam a dormir melhor. Os exercícios físicos são a primeira medida a ser tomada, além da mudança relacionada aos hábitos antes de dormir. Alternativas naturais, como a camomila e a erva cidreira, também podem ser bons aliados para quem busca dormir melhor.

Por que acordo após duas horas de sono?

Dormir bem: como isso é possível?

Dormir bem impacta positivamente vários aspectos do corpo. Ajuda na recuperação do organismo, colabora com a saúde mental, além de contribuir com a manutenção do humor, do sistema imunológico e da saúde sexual. Já deu para perceber como o sono é importante, não é? Mas, nem sempre ele vem tão fácil…

Neste artigo, estamos em busca de causas comuns do despertar durante a noite – isso tudo com o intuito de mostrar alternativas para ajudar a combater esses pontos e garantir uma boa noite de sono. Leia até o fim e saiba mais sobre possíveis respostas!

O ciclo natural do sono

Cada um dorme do seu jeito. A quantidade de horas dormidas e quando isso acontece varia de uma pessoa para a outra. No entanto, existem alguns padrões de sono que compartilhamos e eles podem nos ajudar a entender melhor porque acordamos após duas horas de sono. Veja as fases do ciclo do sono:

Em vigília: acontece quando estamos relaxando até começarmos a dormir. Esse momento pode se repetir durante a noite, em que é possível, inclusive, despertar rapidamente e sim – isso pode acontecer entre poucas horas. 

Sono leve: ficamos praticamente metade da noite nesse estágio, que é quando o batimento cardíaco e a respiração desaceleram. Aqui, temos maior facilidade de acordar. 

Sono profundo: nesse momento, é mais difícil de acordar e, caso isso aconteça, nos sentimos um pouco lentos. 

Sono REM: nesse momento, ficamos imóveis com movimento rápido dos olhos. Além disso, é nesse momento em que os sonhos acontecem. 

Durante uma única noite de sono, passamos por esse ciclo cerca de quatro a cinco vezes, sendo que cada ciclo corresponde a mais ou menos 70 a 120 minutos. Na transição entre um e outro, estamos mais propensos a acordar – o que é completamente normal.

Na maioria dos casos, não percebemos esse despertar, além do que é raro ficarmos completamente acordados. Aí entra a questão: quando acordamos durante a noite e permanecemos assim por muito tempo, isso é sinal de que há um problema.

Por que acordo após duas horas de sono?

Existem outras causas que podem estar contribuindo com a situação. Aqui, estão algumas que devem ser consideradas:

Estilo de vida

Pode ser que você esteja prejudicando a qualidade do sono sem ter noção disso, sabia? Isso porque os hábitos antes de dormir – e até os que temos ao longo do dia – afetam o sono, veja alguns:

Exposição a telas: a luz gerada por celulares e computadores interferem na qualidade do sono – principalmente, uma hora antes de dormir. Da mesma forma, deixar os dispositivos no seu quarto pode gerar interrupções durante a noite de sono, piorando a qualidade do descanso e reduzindo as chances de obter o repouso necessário para seu corpo se restabelecer. 

Álcool: beber ajuda a adormecer, mas atrapalha seu corpo a ter o sono profundo e o sono REM, que são os estágios mais restaurativos. É muito provável que você acorde durante a noite justamente por isso, após tomar alguns goles. 

Cafeína: café, chás e outras bebidas com cafeína nos atrapalham a pegar no sono e também reduzem a qualidade do sono em geral. Um estudo revelou que quando ingerimos cafeína até seis horas antes de dormir, diminuímos o tempo de sono em aproximadamente uma hora. 

Líquido em excesso antes de dormir: essa é simples – quando tomamos muito líquido antes de dormir, é bem provável que tenhamos que acordar para ir ao banheiro. 

Ambiente de sono: dormir em um ambiente muito quente ou pouco ventilado dificulta ter uma boa noite de sono. Também entra nessa lista ambientes muito barulhentos, que impedem o relaxamento e também atrapalham um sono tranquilo.

Turnos noturnos: se você trabalha durante a noite ou possui hábitos noturnos, é bem difícil para seu corpo criar uma rotina de sono, o que pode causar interrupções no sono. 

Condições da saúde

Algumas vezes é a sua saúde que está interferindo no sono. Antes de entrarmos no tópico sobre os condições que afetam diretamente o sono, vamos falar sobre outros diagnósticos que podem estar te afetando de uma maneira geral:

Stress e ansiedade: falamos acima que é natural nosso corpo acordar durante a noite. Mas se você precisa se esforçar para voltar a dormir porque sua mente não para, muito provavelmente essa interrupção no sono tem a ver com o stress ou problemas com ansiedade.

Isso pode até parecer um ciclo vicioso no qual o stress diminui a qualidade do sono, o que futuramente te deixará mais estressado. Nesse caso, a prática regular de atividades físicas podem ajudar a aumentar seu bem-estar.

Depressão: problemas relacionados à saúde mental como a depressão, o transtorno bipolar e a esquizofrenia podem causar problemas para dormir. Inclusive, a dificuldade em ter um sono de qualidade tem sido apontada como um dos sintomas principais da depressão. 

Se acredita que isso pode estar acontecendo com você, converse com alguém de confiança sobre o que está sentindo – isso pode ajudar bastante.

Problemas respiratórios: a apneia do sono, por exemplo, é um dos fatores que atrapalham – e muito – a dormir melhor. A obesidade, o álcool e cigarro são fatores que pioram essa condição, o que, por consequência, também piora a qualidade do sono.

Problemas digestivos: condições como a síndrome do intestino irritável e refluxo também são fatores que aumentam as chances do sono ser interrompido. 

Desordens relacionadas ao sono

Por fim, você também poderá ter problemas com sono se for acometido por uma dessas condições:

Insônia de manutenção: nesse caso, você até consegue dormir, mas não consegue se manter no sono. Em geral, os sintomas são acordar em vários momentos durante a noite ou acordar muito cedo e não voltar a dormir, sendo mais comum em idades avançadas.

Síndrome das pernas inquietas: também conhecida como a doença de Willis-Ekbom, é caracterizada por uma vontade incontrolável de mover as pernas, que geralmente é sentida durante a noite. O resultado é a dificuldade de começar a dormir e de permanecer no sono. 

Idade: quando envelhecemos, tendemos a ter um sono pior. Um dos motivos para isso acontecer é que os padrões de sono mudam e é comum ter o sono mais leve – o que nos faz acordar com mais facilidade. 

Como melhorar o sono e prevenir interrupções?

Existem algumas alternativas que podem ajudar a melhorar o sono. As que têm se mostrado mais eficazes são:

Higiene do sono: algumas ações como interromper o uso de dispositivos eletrônicos uma hora antes de deitar, dormir em um ambiente com temperatura agradável e diminuir a exposição à luz durante a noite ajudam a preparar o corpo para um sono de qualidade. 

Exposição à luz solar: a luz natural ajuda nosso corpo a regular o ciclo circadiano, que é aquele que controla quando acordamos e quando dormimos. Menos de meia hora de exposição à luz solar já é o suficiente para aproveitar os benefícios! 

Exercícios: a atividade física aumenta a qualidade do sono, regula o tempo em que adormecemos e até controla nosso humor ao acordar. Mas aqui vale uma observação: evite se exercitar imediatamente antes de dormir – isso pode te deixar agitado e atrapalhar a cair no sono.

Melatonina: uma das medicações mais populares para melhorar a qualidade do sono, a Melatonina é um hormônio produzido naturalmente pelo corpo que nos ajuda a adormecer.

Medicamentos naturais: a camomila, a erva cidreira, a ashwagandha e a Valeriana officinalis ajudam o nosso corpo a relaxar e a prevenir interrupções no sono, sabia? 

Por que acordo depois de duas horas de sono?

Um dos motivos é o seu próprio ciclo de sono. Porém, se você acorda e permanece assim por um tempo, alguns outros fatores podem estar atrapalhando – e é hora de contar com uma ajuda para resolver isso!

Continue aprendendo mais sobre o sono aqui em nosso blog Manual de Saúde!

Embora garantimos que tudo o que você lê no Manual de Saúde seja revisado e aprovado por um médico, as informações apresentadas aqui não têm a intenção de substituir o aconselhamento, diagnóstico ou tratamento médico profissional. Nunca deve substituir um aconselhamento médico específico. Se você tiver alguma dúvida ou preocupação, fale com seu médico.


Leitura adicional
card-image
Sono
Como dormir melhor: 20 dicas essenciais
A solução para dormir melhor não é única para todos, então reserve um tempo para construir sua rotina com dicas baseadas em evidências e entender o que funciona para você.
card-image
Sono
Melatonina ajuda a dormir melhor?
“Por que sempre estou cansado e sem energia?” Se você teve uma semana corrida ou fez muita atividade física ou ainda se seu filho te acordou durante a noite, é normal que se sinta cansado. Mas se essa sensação não melhora com o sono, então é muito possível que esteja passando por fadiga, o que é um pouco diferente.
card-image
Sono
Por que estou sempre cansado e sem energia?
“Por que sempre estou cansado e sem energia?” Se você teve uma semana corrida ou fez muita atividade física ou ainda se seu filho te acordou durante a noite, é normal que se sinta cansado. Mas se essa sensação não melhora com o sono, então é muito possível que esteja passando por fadiga, o que é um pouco diferente.
card-image
Sono
Quantas horas precisamos dormir?
Dormir faz bem para nossa saúde, isso é um consenso. O sono ajuda a combater doenças, a melhorar a concentração e a consolidar a memória – além de vários outros benefícios que aumentam a qualidade de vida.
Nós utilizamos cookies para analisar dados e personalizar sua visita, saiba mais em nossa política de privacidade