Emagrecimento

Efeitos colaterais do Ozempic: dúvidas frequentes

Quer saber sobre os efeitos colaterais do Ozempic? Então, esse artigo é para você.

Aqui reunimos as dúvidas mais comuns para entender melhor sobre o assunto, vamos lá?

clinician image
Aprovado por
Equipe médica
iconÚltima atualização 24 de outubro 2023

O que é e o que não é efeito colateral do Ozempic?

Qualquer medicamento pode causar efeitos colaterais e com o Ozempic é semelhante. No entanto, quando as reações adversas acontecem, costumam durar apenas poucas semanas.

Os efeitos colaterais mais relatados são diarreia, outros distúrbios gastrointestinais e náuseas.

Já com relação aos efeitos raros estão alteração no gosto de alimentos, gases, azia, hipoglicemia, indigestão, cansaço, tontura, inflamação no estômago, dores e inchaço no abdome, pedra na vesícula, aumento de batimentos cardíacos, aumento de enzimas hepáticas e complicações na doença do olho diabético.

Afinal, o que é o Ozempic?

O medicamento que vem ganhando reconhecimento em programas de emagrecimento, originalmente, foi desenvolvido para tratar pacientes com diabetes tipo 2.

No entanto, um estudo publicado em 2023, realizado pelo Congresso Europeu sobre Obesidade, avaliou que o uso da semaglutida – principal substância do Ozempic – é eficaz para a perda de peso também.

O estudo contou com 305 participantes (37% eram homens) e constatou que os pacientes que perderam mais de 5% do peso corporal foi de 82%; mais de 10% foi de 65%; mais de 15% foi de 41% e mais de 20% foi de 21% dos participantes.

A pesquisa também constatou que o tratamento com a semaglutida diminuiu drasticamente a pressão arterial, o colesterol ruim (LDL) e as triglicérides.

Além disso, a pesquisa também coletou informações sobre os efeitos colaterais, informando nos resultados que se tratavam de reações leves e passageiras.

Para saber mais informações importantes sobre o Ozempic a gente te convida a ler este outro artigo com tudo sobre este medicamento para emagrecer.

Causa depressão?

Diversos estudos com o Ozempic já comprovaram que depressão ou qualquer outro problema emocional não são considerados efeitos colaterais, mas vale lembrar que pacientes com histórico de depressão devem, junto do médico, acompanhar sintomas e discutir sempre o tratamento de forma que permaneça adequado e seguro para uso, ok?

Dá sono?

O sono pode ser um dos efeitos colaterais mais comuns, relatados, inclusive, na bula do medicamento, afetando uma em cada 10 pessoas.

Causa diarreia?

Problemas gastrointestinais, como a diarreia, é um dos efeitos colaterais do Ozempic mais comuns também (cerca de 30%, segundo estudos clínicos), mas que costuma durar apenas durante a fase de adaptação das doses.

A tendência é que os desconfortos passem, até que o organismo se adapte ao remédio.

Causa tontura?

Sentir tontura é também um dos efeitos colaterais mais comuns no estágio inicial do tratamento.

Prende o intestino?

Em alguns casos o medicamento pode acarretar em constipação, sendo mais comum entre as mulheres. No entanto, esta reação dura apenas na fase de adaptação do remédio e aliada à alimentação balanceada, com o consumo maior de alimentos ricos em fibras, estes efeitos colaterais podem ser controlados.

Causa queda de cabelo?

A queda de cabelo é considerada efeito colateral raro do remédio, apesar de não estar listado na bula do medicamento.

Apesar disso, é importante destacar que muitos médicos especialistas descartam a possibilidade que o uso do Ozempic, por si só, cause a queda de cabelo.

O que acontece é que diante da combinação do uso do remédio e mudanças na alimentação, provocando deficiências de minerais, vitaminas e até proteínas, a saúde do cabelo pode ser afetada.

Tira o sono? Dá insônia?

Diversos estudos com o medicamento comprovam que ele não age em todas as áreas do sistema nervoso e que não tende a causar alterações no sono (insônia) e nem irritabilidade.

Tira a fome?

A medicação age na diminuição da fome por meio do sistema nervoso central, reduzindo o esvaziamento gástrico, ou seja, o paciente se sente saciado por mais tempo.

Além disso, o Ozempic reduz a vontade de ingerir alimentos gordurosos e salgados. Esse efeito colateral do remédio é uma reação esperada, visto que é um medicamento da classe dos agonistas do GLP-1, hormônio que promove a sensação de saciedade.

Dá dor de cabeça?

A dor de cabeça é considerada um efeito colateral da hipoglicemia (queda de açúcar no sangue), no entanto esta reação colateral apenas acontece quando em conjunto com o Ozempic o paciente faz uso de outro medicamento antidiabético.

Causa enjôo?

Ao ler a bula do medicamento, o laboratório apresenta que inflamações no estômago, sendo um dos sinais o enjôo, é um dos efeitos colaterais mais comuns, afetando uma em cada dez pessoas que usam o Ozempic. Neste caso é imprescindível conversar com o médico sobre este sintoma.

Acelera o metabolismo?

Na verdade, o que acontece é que a dose de Ozempic nada mais é do que o peptídeo-1, sendo também semelhante ao glucagon (GLP-1).

O glucagon é liberado no organismo quando nos alimentamos, já que ele vai ajudar a melhorar a secreção de insulina pelo pâncreas. E a insulina, por sua vez, é responsável por regular a taxa de açúcar em nosso sangue.

Assim, o que acontece é uma regulação do metabolismo da glicose e, por esse motivo, responsável por acelerar o metabolismo.

Ataca o fígado?

O medicamento não ataca o fígado, mas pode causar reações adversas envolvendo este órgão. No entanto, o efeito colateral do Ozempic envolvendo alterações no fígado são considerados raros de acontecer e, com o acompanhamento médico e nutricional adequado, os pacientes ficam resguardados de tais complicações.

Vale também lembrar que se você já sofre com algum problema no fígado deve relatar em consulta médica a condição.

Baixa a pressão?

Estudos com pacientes que usam o Ozempic demonstraram que o medicamento proporciona a perda de peso, assim como a melhora em parâmetros metabólicos.

Causa Diabetes?

Usar o Ozempic não causa diabetes, mas para os diabéticos do tipo 1 o uso é proibido pela medicina. Além disso, pacientes com cetoacidose diabética (complicação do diabetes com glicemia alta) também não devem fazer uso do remédio.

Provoca prisão de ventre/gases?

Gases e prisão de ventre compõem o quadro de efeitos colaterais do Ozempic, sendo comum afetar uma em cada 10 pessoas. No entanto, as reações costumam parar após o período de adaptação do tratamento.

Diminui a Testosterona?

O Ozempic é considerado um medicamento antidiabético e, como tal, controla os níveis de açúcar no sangue em pacientes com diabetes tipo 2.

Assim, quando acontece regulação da glicose no sangue, alguns estudos indicam que pode ocorrer diminuição da libido, já que os níveis de testosterona no corpo reduzem.

Causa Pancreatite?

Um dos efeitos colaterais pode ser o desenvolvimento de um quadro de pancreatite. Embora considerado um efeito raro (afeta uma em cada 100 pessoas), mas caso sentir algum sintoma de dor aguda abdominal, procure orientação médica, tá bom?

Como minimizar os efeitos colaterais?

Como você viu, os efeitos colaterais do Ozempic não são tão comuns e, mesmo quando acontecem, costumam durar por pouco tempo e são leves.

Se você notar algum dos sintomas que listamos, procure sempre a ajuda do médico. Além disso, se você está sentindo desconforto no estágio inicial do tratamento, existem algumas ações para enfrentar as reações mais comuns e que são: melhora de hábitos alimentares, como comer devagar, com fracionamento de porções, somente quando tiver fome e evitar deitar após as refeições.

Além disso, dar preferência também para alimentos de fácil digestão, optar por preparações que vão ao forno, chapa ou fervura. Evitar consumo de comidas condimentadas, enlatadas ou molhos industrializados.

Nos vemos no próximo artigo!

Atenção:

  1. O uso de medicamento poder trazer risco a saúde. Não use qualquer medicação sem avaliação e orientação do médico. Consulte o médico.
  2. O Ozempic é um medicamento com uso off-label para emagrecimento no Brasil.
  3. Essas informações são de artigos científicos com finalidade meramente educativa. Não faça automedicação.
References
icon¹

Gorgojo-Martínez JJ, Mezquita-Raya P, Carretero-Gómez J, Castro A, Cebrián-Cuenca A, de Torres-Sánchez A, García-de-Lucas MD, Núñez J, Obaya JC, Soler MJ, Górriz JL, Rubio-Herrera MÁ. Clinical Recommendations to Manage Gastrointestinal Adverse Events in Patients Treated with Glp-1 Receptor Agonists: A Multidisciplinary Expert Consensus. J Clin Med. 2022 Dec 24;12(1):145. doi: 10.3390/jcm12010145. PMID: 36614945; PMCID: PMC9821052. 

icon²

Hansen MR, et al. Presented at the 30th European Congress on Obesity (ECO), 17-20 May 2023.

icon³

GomesH. K. B. C., & TrevisanM. (2021). O uso do ozempic (semaglutida) como medicamento off label no tratamento da obesidade e como auxiliar na perda de peso. Revista Artigos. Com, 29, e7498. Recuperado de https://acervomais.com.br/index.php/artigos/article/view/7498

icon
icon

https://ec.europa.eu/health/documents/community-register/2018/20180208139833/anx_139833_pt.pdf

card-image
Emagrecimento
Existem versões genéricas de Ozempic, Saxenda e Rybelsus? Descubra agora!
Já se perguntou se existem genéricos de Ozempic, Saxenda e Rybelsus? Descubra agora neste artigo completo sobre o tema!
card-image
Emagrecimento
O Impacto do Acompanhamento Nutricional no Emagrecimento
Descubra como a alimentação saudável combinada com o aconselhamento nutricional pode transformar sua saúde e bem-estar. Entenda os benefícios dessa abordagem integrada e como ela pode ajudar a alcançar seus objetivos de saúde.
card-image
Emagrecimento
A ciência por trás da perda de peso: entendendo medicamentos injetáveis
Entenda os mecanismos, benefícios e considerações dos medicamentos injetáveis para emagrecer e alcançar seus objetivos de saúde.
card-image
Emagrecimento
Como aumentar a atividade física sem precisar fazer exercícios “tradicionais”?
Quando pensamos no emagrecimento ou até no estilo de vida saudável, normalmente damos muita ênfase em exercícios como corrida ou a musculação. E, apesar de serem atividades muito benéficas para o nosso corpo (vamos falar sobre elas nos próximos artigos), essas não são as únicas formas de nos mantermos ativos – e é sobre isso que vamos falar hoje!
Nós utilizamos cookies para analisar dados e personalizar sua visita, saiba mais em nossa política de privacidade