Queda Capilar

Dutasterida ou Finasterida: qual o melhor?

Dutasterida e Finasterida são medicamentos muito usados para combater a queda de cabelo, mas existe um que funciona melhor do que o outro?

Neste artigo vamos esclarecer as semelhanças e diferenças destes dois tratamentos para calvície.

clinician image
Aprovado por
Equipe médica
iconÚltima atualização 3 de maio 2024

Semelhanças entre Dutasterida e Finasterida

Tanto a Dutasterida quanto a Finasterida são medicamentos indicados para tratar queda de cabelo, sendo comprovados cientificamente como medicações eficazes. Estas duas medicações são ideais para homens com alopecia androgenética, que nada mais é o nome científico para calvície. 

O mecanismo de ação da Dutasterida e da Finasterida também é semelhante em vários aspectos. Isso porque as duas bloqueiam a produção da dihidrotestosterona (ou DHT), que é formada pela conversão da testosterona – e é a principal causa da calvície.

As pessoas que sofrem de calvície ou que têm os genes para manifestar a condição, já nascem com determinados receptores nas células dos folículos capilares. E são eles que permitem o encaixe do hormônio DHT, causando dano capilar e, consequentemente, o afinamento dos fios de cabelo.

Diferenças entre Finasterida e Dutasterida

Mesmo com mecanismos de ação muito próximos, um estudo comparativo realizado com as duas substâncias demonstrou as diferenças entre a ação de cada um dos medicamentos.

Basicamente, a Dutasterida inibe dois tipos de enzima 5α Redutase: a do Tipo I e a do Tipo II. Enquanto isso, a Finasterida inibe apenas a do Tipo II. Vale lembrar que a enzima 5α Redutase é a responsável por converter a testosterona em DHT.

Em relação a eficácia, foi feito um estudo com 917 pacientes, entre 20-50 anos, todos diagnosticados com calvície, sendo que foram divididos aleatoriamente. Um dos grupos recebeu doses de Dutasterida e outro grupo recebeu doses de Finasterida ou placebo durante 24 semanas.

Durante o levantamento de dados, a pesquisa levou em conta o comprimento dos fios, contagem, espessura, avaliações por fotos e alterações no estágio da alopecia. Os resultados mostraram que a contagem de fios, assim como a espessura deles, foram melhores nos homens que usaram Dutasterida. Além desse estudo, a maior eficácia da Dutasterida também foi comprovada em uma outra pesquisa, divulgada na Revista JAMA Dermatology.

Comparação entre os efeitos colaterais de Dutasterida e Finasterida

Como vimos, esses medicamentos que inibem a enzima 5α Redutase – como a Finasterida e Dutasterida – são usados nos tratamentos de alopecia androgenética, reduzindo os níveis de DHT no organismo.

E, como toda medicação, o uso delas pode causar reações adversas no organismo. Segundo um estudo realizado, o uso destas medicações pode causar incidências mais frequentes de impotência masculina, diminuição na libido e distúrbios da ejaculação. 

No entanto, são reações consideradas raras, já que os efeitos colaterais se manifestam em menos de 2% das pessoas que usam Finasterida, por exemplo.

O que comprova esse fato é um outro estudo de 2016, publicado pelo British Medical Journal, que mostrou que tanto a Dutasterida quanto a Finasterida não parecem aumentar significativamente o risco de disfunção erétil, independente da indicação de uso. 

Qual o melhor?

Os dois são medicamentos clinicamente comprovados no tratamento da queda capilar, no entanto, estudos recentes demonstraram que a Dutasterida é até três vezes mais eficaz do que a Finasterida. Vale lembrar que, enquanto a primeira atua bloqueando a ação das enzimas 5α Redutase do tipo I e II, a Finasterida se restringe apenas ao combate do tipo II.

No entanto, vale lembrar que muitos pacientes se adaptam muito bem ao uso da Finasterida, tendo resultados satisfatórios durante o tratamento.

Isso porque, cada um de nós somos únicos, ou seja, podem ter homens que se adaptaram melhor com o uso da Finasterida, enquanto outros com o uso da Dutasterida.

Lembre-se que apenas o seu médico pode prescrever qual é o mais indicado.

Gostou do conteúdo? Esperamos que este artigo tenha esclarecido suas dúvidas sobre esses dois possíveis tratamentos para queda capilar. Até o próximo artigo!

References
icon¹

Arif T, Dorjay K, Adil M, Sami M. Dutasteride in Androgenetic Alopecia: An Update. Curr Clin Pharmacol. 2017;12(1):31-35. doi: 10.2174/1574884712666170310111125. PMID: 28294070.

icon²

Gupta AK, Venkataraman M, Talukder M, Bamimore MA. Relative Efficacy of Minoxidil and the 5-α Reductase Inhibitors in Androgenetic Alopecia Treatment of Male Patients: A Network Meta-analysis. JAMA Dermatol. 2022;158(3):266–274. doi:10.1001/jamadermatol.2021.5743 

icon³

Gubelin Harcha W, Barboza Martínez J, Tsai TF, Katsuoka K, Kawashima M, Tsuboi R, Barnes A, Ferron-Brady G, Chetty D. A randomized, active- and placebo-controlled study of the efficacy and safety of different doses of dutasteride versus placebo and finasteride in the treatment of male subjects with androgenetic alopecia. J Am Acad Dermatol. 2014 Mar;70(3):489-498.e3. doi: 10.1016/j.jaad.2013.10.049. Epub 2014 Jan 9. PMID: 24411083.

icon

Fertig RM, Gamret AC, Darwin E, Gaudi S. Sexual side effects of 5-α-reductase inhibitors finasteride and dutasteride: A comprehensive review. Dermatol Online J. 2017 Nov 11;23(11):13030/qt24k8q743. PMID: 29447628.

icon

Hagberg KW, Divan HA, Persson R, Nickel JC, Jick SS. Risk of erectile dysfunction associated with use of 5-α reductase inhibitors for benign prostatic hyperplasia or alopecia: population based studies using the Clinical Practice Research Datalink. BMJ. 2016 Sep 22;354:i4823. doi: 10.1136/bmj.i4823. PMID: 27659058.

icon

Zhou Z, Song S, Gao Z, Wu J, Ma J, Cui Y. The efficacy and safety of dutasteride compared with finasteride in treating men with androgenetic alopecia: a systematic review and meta-analysis. Clin Interv Aging. 2019 Feb 20;14:399-406. doi: 10.2147/CIA.S192435. PMID: 30863034; PMCID: PMC6388756.

Leitura adicional
card-image
Queda Capilar
O que é a escala de Norwood?
Conheça a escala de Norwood e entenda melhor sobre a evolução da queda capilar em homens
card-image
Queda Capilar
Calvície na região da coroa? Fique atento aos sinais
Aprenda a identificar os primeiros sinais da calvície com o conteúdo a seguir!
card-image
Queda Capilar
Dutasterida: para que serve?
Entenda melhor como a Dutasterida funciona no tratamento para queda capilar!
card-image
Queda Capilar
DHT: Como ele causa a queda capilar e como evitar que ela ocorra
É a causa mais comum de queda de cabelo em homens, mas o que é DHT? Também conhecido por seu nome completo, di-hidrotestosterona, DHT é um hormônio sexual derivado da testosterona.
Nós utilizamos cookies para analisar dados e personalizar sua visita, saiba mais em nossa política de privacidade