Emagrecimento

Você está com o sono em dia?

O sono e seus poderes regenerativos estão atraindo cada vez mais olhares de quem está em busca de uma vida mais saudável. E você já parou para pensar sobre seus benefícios? Esse artigo pode te ajudar!

clinician image
Aprovado por
Equipe médica
iconÚltima atualização 16 de agosto 2023
Você está com o sono em dia

Por que dormir é tão importante para emagrecer?

Vários estudos já mostraram que existe uma conexão entre a privação de sono e o ganho de peso. Isso porque quando não dormimos bem, a tendência é sentirmos mais fome, já que o corpo aumenta a produção de grelina (o hormônio que está associado à fome) e diminui a produção de leptina (um hormônio que aumenta a saciedade). Além disso, a privação de sono também interfere na produção de insulina, o que também pode levar a ingerir porções maiores do que seu corpo realmente precisa.

Qual a ciência por trás do sono?

O sono é uma das “etapas” do ciclo circadiano. De forma bem resumida, esse processo nos faz ficar acordado durante o dia com o estímulo da luz, e dormir durante a noite, com a produção de melatonina consequente à diminuição da exposição à luz.

É importante lembrar que isso não é como um interruptor, em que você simplesmente liga e desliga. Ter o ciclo circadiano “regulado” é resultado de diferentes hábitos, que devem ser cultivados diariamente.

E por que fazer isso? Porque o sono nos ajuda a lidar com emoções, como o estresse, ajuda na recuperação do corpo, melhora a imunidade e deixa nossos hormônios “em ordem”.

O que nos faz dormir mal?

Como já adiantamos no tópico anterior, a boa qualidade do sono é consequência de hábitos que são cultivados durante o dia. No entanto, existem alguns fatores que podem te atrapalhar a ter um noite de sono tranquila, como:

  • Cafeína
  • Jet lag
  • Estresse
  • Sedentarismo
  • Níveis instáveis de açúcar no sangue
  • Álcool
  • Quarto muito iluminado
  • Excesso de estímulos perto da hora de dormir
  • Telas (celulares, televisão, entre outros)

Não vamos nos esquecer dos fatores individuais

Quando falamos de saúde e hábitos saudáveis, não podemos nos esquecer que esses tópicos incluem fatores muito individuais. Especificamente falando do sono, cada pessoa precisa dormir horas diferentes – tem quem precisa descansar por mais tempo, enquanto para outras, algumas horas de sono já são o suficiente.

Além disso, existe um conceito muito importante para exemplificar esse ponto: cronotipos. Basicamente, são classificações que dividem pessoas de acordo com o período em que se sentem mais dispostas – e os que se sentem com menos energia.

O cronotipo é influenciado por três principais fatores: genética, idade e exposição à luz. As pessoas matutinas se sentem melhor acordando e dormindo mais cedo. Já as vespertinas e noturnas preferem acordar mais tarde e são mais produtivas no fim do dia. Acredite ou não, mas saber esses pontos pode te ajudar a ajustar a sua rotina.

Mão na massa ⚡️

Tente entender se você está dormindo o suficiente. Essas perguntas podem te ajudar:

  • Tem conseguido fazer suas atividades normalmente durante o dia?
  • Precisa de um despertador para acordar?
  • Dorme demais durante o fim de semana ou em feriados?
  • Tem se sentido mais irritado?
  • É necessário tirar sonecas durante o dia?
  • Precisa tomar muito café durante o dia para se sentir acordado?

Se você responder sim para a maioria dessas perguntas, pode ser um indicativo de que seu sono não está em dia. Até o próximo artigo!

Escolha as estratégias que mais se identifique e tente colocar em prática. Quando perceber qual funciona melhor, implemente em sua rotina em busca de um sono melhor! Boa noite 🙂

References
icon¹

Mesarwi O., Polak J., Jun J., Polotsky V.Y. Sleep Disorders and the Development of Insulin Resistance and Obesity. Endocrinol. Metab. Clin. N. Am. scribble-underline2013;42:617–634. doi: 10.1016/j.ecl.2013.05.001.

icon²

Patel S.R., Hu F.B. Short Sleep Duration and Weight Gain: A Systematic Review. Obesity. scribble-underline2008;16:643–653. doi: 10.1038/oby.2007.118

icon³

Zhu G., Cassidy S., Hiden H., Woodman S., Trenell M., Gunn D.A., Catt M., Birch-Machin M., Anderson K.N. Exploration of Sleep as a Specific Risk Factor for Poor Metabolic and Mental Health: A UK Biobank Study of 84,404 Participants. Nat. Sci. Sleep. scribble-underline2021;13:1903–1912. doi: 10.2147/NSS.S323160

icon

Rihm J.S., Menz M.M., Schultz H., Bruder L., Schillbach L., Schmid S.M., Peters J. Sleep Deprivation Selectively Upregulates an Amygdala–Hypothalamic Circuit Involved in Food Reward. J. Neurosci. scribble-underline2019;39:888–899. doi: 10.1523/JNEUROSCI.0250-18.2018.

icon

Sargent C., Zhou X., Matthews R.W., Darwent D., Roach G.D. Daily Rhythms of Hunger and Satiety in Healthy Men during One Week of Sleep Restriction and Circadian Misalignment. Int. J. Environ. Res. Public Health. scribble-underline2016;13:170. doi: 10.3390/ijerph13020170

icon

Nedeltcheva A.V., Kilkus J.M., Imperial J., Kasza K., Schoeller D.A., Penev P.D. Sleep Curtailment Is Accompanied by Increased Intake of Calories from Snacks. Am. J. Clin. Nutr. scribble-underline2009;89:126–133. doi: 10.3945/ajcn.2008.26574.

icon

Imaki M., Hatanaka Y., Ogawa Y., Yoshida Y., Tanada S. An Epidemiological Study on Relationship between the Hours of Sleep and Life Style Factors in Japanese Factory Workers. J. Physiol. Anthropol. Appl. Hum. Sci. scribble-underline2002;21:115–120. doi: 10.2114/jpa.21.115.

icon

Kim TW, Jeong JH, Hong SC. The impact of sleep and circadian disturbance on hormones and metabolism. Int J Endocrinol. 2015;2015:591729. doi: 10.1155/2015/591729. Epub 2015 Mar 11. PMID: 25861266; PMCID: PMC4377487.

icon

Feingold CL, Smiley A. Healthy Sleep Every Day Keeps the Doctor Away. Int J Environ Res Public Health. 2022 Aug 29;19(17):10740. doi: 10.3390/ijerph191710740. PMID: 36078455; PMCID: PMC9518120.

icon¹⁰

Duffy JF, Wright KP Jr. Entrainment of the human circadian system by light. J Biol Rhythms. 2005 Aug;20(4):326-38. doi: 10.1177/0748730405277983. PMID: 16077152

Leitura adicional
card-image
Emagrecimento
Existem versões genéricas de Ozempic, Saxenda e Rybelsus? Descubra agora!
Já se perguntou se existem genéricos de Ozempic, Saxenda e Rybelsus? Descubra agora neste artigo completo sobre o tema!
card-image
Emagrecimento
O Impacto do Acompanhamento Nutricional no Emagrecimento
Descubra como a alimentação saudável combinada com o aconselhamento nutricional pode transformar sua saúde e bem-estar. Entenda os benefícios dessa abordagem integrada e como ela pode ajudar a alcançar seus objetivos de saúde.
card-image
Emagrecimento
A ciência por trás da perda de peso: entendendo medicamentos injetáveis
Entenda os mecanismos, benefícios e considerações dos medicamentos injetáveis para emagrecer e alcançar seus objetivos de saúde.
card-image
Emagrecimento
Como aumentar a atividade física sem precisar fazer exercícios “tradicionais”?
Quando pensamos no emagrecimento ou até no estilo de vida saudável, normalmente damos muita ênfase em exercícios como corrida ou a musculação. E, apesar de serem atividades muito benéficas para o nosso corpo (vamos falar sobre elas nos próximos artigos), essas não são as únicas formas de nos mantermos ativos – e é sobre isso que vamos falar hoje!
Nós utilizamos cookies para analisar dados e personalizar sua visita, saiba mais em nossa política de privacidade