Calvície na região da coroa? Fique atento aos sinais

Escrito por
Equipe Manual
Aprovado por
Equipe médica
Última atualização
2 de maio 2022

Aprenda a identificar os primeiros sinais da calvície com o conteúdo a seguir!

Em 30 segundos…

A calvície na área da coroa não é algo difícil de identificar – geralmente acontece com o afinamento dos fios na região, enquanto o cabelo ao redor da cabeça (região da nuca) permanece intacto. Também é possível que essa coroa calva seja acompanhada pelo recuo na linha capilar (“entradas”).

E sim, esse processo de queda dos fios é algo normal ao longo do envelhecimento, mas existem algumas medidas que ajudam a evitar que ela evolua. 

Quando somos jovens, nos sentimos invencíveis – negligenciamos o cabelo e o usamos da forma que queremos. Mal sabemos que, com anos, os dias de cabelão podem chegar ao fim…

Isso porque, para a maioria dos homens, a cabeça repleta de cabelo não dura para sempre e os primeiros sinais da calvície chegam em um momento – geralmente, por meio do recuo da linha capilar, as famosas entradas, ou do afinamento dos fios em todo o couro cabeludo. Mas não é só isso, existe outro sinal que pode mexer com a confiança do homem, a região calva no topo da cabeça.

Neste artigo, vamos dar uma olhada nos primeiros sinais da calvície, assim como passar por alguns passos para lidar com a condição. A gente entende que você pode não estar se sentindo em seu melhor visual, mas saiba que esse não é o fim do mundo. Com tratamentos eficazes para queda capilar, você pode conseguir recuperar sua confiança. Continue lendo e aprenda mais sobre o assunto! 

O que causa calvície na região da coroa? 

O afinamento dos fios na região da coroa é um dos sinais mais comuns da calvície de padrão masculino, cientificamente chamada de alopecia androgenética. Essa é uma condição que muitos homens experienciam – e que pode acontecer em diferentes idades. Pois é! Apesar de ser comumente associada a homens mais velhos, também pode afetar os mais jovens. 

A calvície é causada pela presença da dihidrotestosterona, ou DHT, um poderoso andrógeno que é convertido a partir da testosterona. Em folículos capilares mais sensíveis, o hormônio pode fazer com que diminuam, enfraqueçam e percam a capacidade de produzir novos fios de cabelo. 

E não é difícil de imaginar que os folículos capilares mais sensíveis ao DHT são os da linha capilar e – adivinha – os da coroa. Enquanto isso, aqueles que ficam na parte de trás ou na lateral da cabeça costumam ser mais resistentes ao hormônio. 

Mas, vale mencionar que o DHT não faz ninguém perder cabelo na região da coroa do dia para a noite. Na verdade, seus efeitos acontecem a longo prazo – e um dia podem deixar toda a parte de cima da cabeça sem fios. Mas como falamos, isso acontece de forma devagar – e você ainda pode ter tempo para virar o jogo. 

Sinais comuns da calvície na região da coroa  

Como identificar se estou ficando calvo? Pode parecer uma pergunta besta, mas condições como a calvície podem te surpreender quando menos esperar. E enquanto isso não acontece, você segue a vida normalmente sem perceber as mudanças que estão acontecendo no topo da sua cabeça. 

Por isso, dizemos: tratar a calvície de maneira efetiva significa começar o quanto antes. Tendo isso em mente, existem dois pontos que você precisa ficar de olho: o afinamento dos fios e a diminuição da densidade capilar no topo da cabeça. O recuo da linha do cabelo também pode ser uma indicação de que a calvície vem aí. 

  • Queda de cabelo 

Esse, de fato, é o lugar mais difícil para você perceber a queda capilar, no entanto, a diminuição do volume dos fios na região da coroa é um dos principais sinais da calvície. E o que complica é que muito provavelmente todo o restante do cabelo – que é visível do seu ponto de vista – segue intacto e isso tira a calvície do seu radar. 

Se você está com dificuldade de perceber as mudanças na coroa da sua cabeça, peça a opinião de alguém de confiança. Pode ser que seja difícil ouvir a verdade nua e crua, mas só aceitando o problema, vai conseguir solucioná-lo. 

  • Afinamento do cabelo

A queda capilar não precisa ser necessariamente localizada. Na verdade, quando se fala da calvície, provavelmente será notada uma redução na densidade do cabelo, que geralmente começa pelo topo da cabeça e se espalha até a linha do cabelo, enquanto os fios na nuca e da lateral da cabeça permanecem intactos. 

Ao mesmo tempo em que o volume capilar diminui, também é possível que perceba os fios mais fracos e rijos, principalmente na área afetada pela queda capilar.

  • Recuo da linha capilar

Apesar de não ser uma variação da queda de cabelo no topo da cabeça, o recuo da linha capilar é um dos principais sintomas da calvície – e pode sugerir que as áreas calvas estão perto de chegar. 

Assim como outros sinais da queda capilar, pode ser um pouco difícil ter certeza se a linha do cabelo está recuando ou não. Uma dica útil é comparar a situação atual com alguma foto antiga e ver se há alguma diferença. 

Comparar fotos antigas com a situação atual é uma boa forma de perceber se a calvície avançou

O que fazer em relação à calvície na região da coroa?  

Agora que você sabe o que procurar, vale a pena lembrar algumas medidas que ajudam a lidar com a queda capilar. Veja a seguir! 

  1. Não se assuste! 

O primeiro passo para reverter a calvície pode soar mais fácil falar do que fazer. O medo de perder o cabelo pode ser algo difícil de lidar, isso porque muitos homens entendem os fios como parte de sua identidade – o que significa que a perda do cabelo tiraria deles uma parte importante de quem são. 

A gente entende isso. E muitos homens ao redor do mundo também entendem. Mas, tenha em mente que a calvície não é algo que está fadado a sofrer e que o primeiro passo para superá-la é saber que existem meios de revertê-la. 

  1. Encontre um estilo de cabelo que você se sinta confortável 

É comum que homens com áreas calvas ao redor da cabeça não se sintam mais seguros com o corte de cabelo que costumavam usar. Por isso, achar um novo estilo de cabelo que te deixa mais confortável pode ser um passo interessante para lidar melhor com a queda dos fios.

E, aqui, existem mil opções – você pode tentar usar o cabelo para esconder a área calva, deixar o comprimento dos fios um pouco menor ou até raspar totalmente. O importante é que se sinta mais confiante para combater os efeitos emocionais da calvície. 

  1. Combata a queda e impulsione o crescimento dos fios

Se nada que sugerimos anteriormente estiver funcionando para você, existem opções médicas que podem virar a chave e transformar sua relação com o cabelo. 

A Finasterida, a Dutasterida e o Saw Palmetto são bloqueadores de DHT e inibem a ação da enzima que converte a testosterona no hormônio. Assim, essas medicações reduzem os níveis do hormônio DHT no organismo, impedindo que os folículos entrem no processo de miniaturização. 

E isso realmente funciona! Uma análise com 6.000 pacientes mostrou que a Finasterida paralisou a queda capilar em 90% dos participantes. Enquanto isso, um estudo recente mostrou que em 87% dos casos estudados, o cabelo voltou a crescer. 

A Dutasterida e o Saw Palmetto também tiveram resultados interessantes no tratamento da calvície. Existem estudos que apontam que a Dutasterida é até três vezes mais eficaz do que a Finasterida no bloqueio do DHT. Já em relação ao Saw Palmetto, pesquisas recentes mostraram que ele melhorou a saúde capilar em 60% dos casos.

Mas não acaba aí! O Minoxidil também é uma opção popular. Ao invés de impedir a ação hormonal que gera a queda capilar, o medicamento promove a saúde dos folículos capilares ao aumentar o fluxo sanguíneo na região afetada. Como resultado, o oxigênio e os nutrientes que são levados ao local aumentam a capacidade do folículo de produzir cabelo

Tratamentos combinados entre Minoxidil e bloqueadores de DHT

Além disso, existem também os tratamentos combinados entre o Minoxidil e um bloqueador de DHT. Um estudo realizado entre pacientes que utilizaram ao mesmo tempo o Minoxidil e a Finasterida mostrou que o tratamento foi eficaz em 94% dos casos, o que sugere que a associação dos medicamentos é mais eficaz no combate à calvície. 

Mas aqui, vale lembrar que nenhum dos medicamentos ajuda a prevenir a queda capilar e sim a tratá-la, ok? 

Calvície na região da coroa: o que você precisa saber

Quando se fala do tratamento da região da coroa – um dos sintomas da calvície de padrão masculino – é crucial iniciar o tratamento o quanto antes. Quanto mais tempo deixar a condição evoluir, mais seus folículos vão enfraquecer e se tornar menores, perdendo a capacidade de produzirem cabelo. 

Se você está começando a notar os primeiros sinais da calvície, aja rápido. Tratamentos como a Finasterida e o Minoxidil são algumas das opções para tratar a queda capilar e trazer sua confiança de volta. 

Perguntas frequentes 

A queda capilar na região da coroa é um sinal para ficar atento? 

Sim, esse é um dos primeiros sinais da calvície e indica que seu corpo pode estar perdendo a capacidade de produzir novos fios conforme envelhece. Mas fique tranquilo, há chances de combater a calvície. 

O quão comum é a calvície de padrão masculino? 

A queda capilar é muito comum em homens, sendo que a maioria deles experienciam a calvície lá pelos 50 anos. Isso não é algo para sentir vergonha e existem tratamentos que podem ajudar a lidar com a condição. 

Como saber se estou ficando calvo no topo da cabeça? 

Alguns sinais comuns são o afinamento dos fios apenas no topo da cabeça, enfraquecimento do cabelo na região e recuo da linha capilar. 

Qual o melhor tratamento para calvície na região da coroa? 

Se você não se sente confortável com a coroa, tente novos cortes de cabelo ou use um chapéu. Mas lembre-se de que também existem tratamentos eficazes para a condição. 

Agora que você já sabe melhor sobre os primeiros sinais da calvície, estenda a leitura para aprender um pouco mais sobre os tratamentos possíveis para a condição! 

Embora garantimos que tudo o que você lê no Manual de Saúde seja revisado e aprovado por um médico, as informações apresentadas aqui não têm a intenção de substituir o aconselhamento, diagnóstico ou tratamento médico profissional. Nunca deve substituir um aconselhamento médico específico. Se você tiver alguma dúvida ou preocupação, fale com seu médico.

References

  1. Akio Sato, Akira Takeda (2012). Evaluation of efficacy and safety of finasteride 1 mg in 3177 Japanese men with androgenetic alopecia: https://pubmed.ncbi.nlm.nih.gov/21980923/

  2. Hu, R., Xu, F., Sheng, Y., Qi, S., Han, Y., Miao, Y., Rui, W., & Yang, Q. (2015). Combined treatment with oral finasteride and topical minoxidil in male androgenetic alopecia: a randomized and comparative study in Chinese patients. Dermatologic therapy, 28(5), 303–308. https://doi.org/10.1111/dth.12246

  3. EMC -Finasteride 1 mg Film-coated Tablets: https://www.medicines.org.uk/emc/product/6044/smpc

  4. EMC -Regaine for Men Extra Strength Scalp Solution 5% w/v Cutaneous Solution: https://www.medicines.org.uk/emc/product/5765/smpc#INDICATIONS

  5. Evron, E., Juhasz, M., Babadjouni, A., & Mesinkovska, N. A. (2020). Natural Hair Supplement: Friend or Foe? Saw Palmetto, a Systematic Review in Alopecia. Skin appendage disorders, 6(6), 329–337. https://doi.org/10.1159/000509905

  6. Zhou, Z., Song, S., Gao, Z., Wu, J., Ma, J., & Cui, Y. (2019). The efficacy and safety of dutasteride compared with finasteride in treating men with androgenetic alopecia: a systematic review and meta-analysis. Clinical interventions in aging, 14, 399–406. https://doi.org/10.2147/CIA.S192435 

While we've ensured that everything you read on the Health Centre is medically reviewed and approved, information presented here is not intended to be a substitute for professional medical advice, diagnosis, or treatment. It should never be relied upon for specific medical advice. If you have any questions or concerns, please talk to your doctor.

Leitura adicional

Do nosso centro de saúde. Especialistas, informações e tópicos quentes. Ver tudo Queda Capilar artigos